funeraria

Tragédia no RS: bombeiros do Acre ajudaram a resgatar 20 pessoas e animais em três dias de operação

.

Por Redação em 16/05/2024 às 19:10:47
Bombeiros percorreram mais de 4 mil quilômetros para ajudar desabrigados por enchentes no Rio Grande do Sul. Equipe saiu do Acre no último dia 9 e chegaram em Porto Alegre na madrugada de terça-feira (14). Bombeiros do Acre estão auxiliando em resgates durante tragédia climática no RS

O

A equipe do Corpo de Bombeiros do Acre chegou ao Rio Grande do Sul (RS) na última terça-feira (14) e já ajudou no resgate de 20 pessoas e três animais. Um oficial e três militares saíram do estado acreano no último dia 9 com uma embarcação, uma viatura e equipamentos de proteção individual e de salvamento para socorro às vítimas da enchente.

Os profissionais percorreram, de caminhonete, mais de 4 mil quilômetros por seis estados brasileiros até chegar em Porto Alegre na madrugada de terça. Logo no primeiro dia, os militares acreanos ajudaram a resgatar 14 pessoas.

Já nessa quarta (16), mais seis pessoas e três animais, sendo dois cachorros e um gato, foram retirados de casa com ajuda dos militares. Uma equipe de reportagem da RBSTV acompanhou os bombeiros de barco pelas ruas alagadas da capital Porto Alegre. "Nossa viagem durou cerca de quatro dias e meio", disse o comandante da equipe, capitão Corrêa.

Durante o trabalho, os militares foram até um condomínio para confirmar se havia moradores interessados em sair do prédio. Com água na cintura, os bombeiros descem dos barcos e entram no prédio.

Bombeiros do Acre já resgataram três animais durante operação no Rio Grande do Sul

Reprodução/Rede Amazônica Acre

Otacílio, que mora no terceiro andar, recebe os militares e diz que 'estão sobrevivendo e resistindo'. Muitos dos moradores ficaram em casa com medo de serem roubados. O balconista Rodrigo Moura resolveu sair e pediu ajudar aos militares.

A casa dele alagou, e foi hospedado na casa de uma amiga ilhada. "Só temos a agradecer a todos, acho que é uma profissão muito bonita, de resgate a vidas", resumiu.

Os demais decidiram permanecer em casa. "Trouxemos o Rodrigo, que pediu para ser resgatado e vamos levar ele até a base. Os outros moradores resolveram ficar", disse o sargento Ismaes Medeireiros.

Em terra firme, os resgatados são recebidos por voluntários, entres eles profissionais de saúde. Além dos resgates, a equipe do Acre também prestou apoio à Polícia Federal no transporte de tropas e equipamentos, além de ajudar no transporte aquático da imprensa pelas áreas inundadas.

Bombeiros percorreram mais de 4 mil quilômetros para ajudar desabrigados por enchentes no RS

Reprodução/Rede Amazônica Acre

Números da tragédia

Chegou a 151 o número de vítimas dos temporais e enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul entre o fim de abril e a primeira quinzena de maio. Conforme o relatório da Defesa Civil divulgado na manhã desta quinta-feira (16), 104 pessoas estão desaparecidas.

São 615,3 mil pessoas fora de casa. Deste total, 538,1 mil estão desalojados (em casas de amigos ou parentes) e 79,4 mil foram acolhidos em abrigos. O número é superior à população de oito capitais no Brasil.

O governo estima que a população afetada pelo evento climático seja de 2,2 milhões de gaúchos. Dos 497 municípios do RS, 458 registraram transtornos.

Reveja os telejornais do Acre
Comunicar erro

Comentários

Acompanhantes em Goiania